Prefeitura de Arujá
Arujá permanece na fase laranja do Plano SP
27-06-2020
Arujá permanecerá por mais 15 dias na fase laranja do Plano de Retomada Consciente do Governo do Estado de São Paulo. A quarentena foi prorrogada até 14 de julho e seguirá sem alterações no município, permitindo apenas o funcionamento dos estabelecimentos essenciais e parte dos segmentos de mercado.

O Plano São Paulo estabelece diretrizes para a reabertura gradual, segura e inteligente das atividades econômicas, com base em indicadores epidemiológicos e sob uma série de medidas. A Prefeitura de Arujá destaca que as restrições estabelecidas na fase 2 (laranja) precisam ser respeitadas, sob pena de fiscalização e sanções aos infratores.

Fase laranja

A fase laranja permite que as atividades de imobiliárias, concessionárias, escritórios e prestadores de serviços em geral funcionem apenas de segunda a sábado (a abertura está proibida aos domingos e feriados) por seis horas seguidas, das 9 às 15 horas. Já o comércio lojista poderá fazer atendimento presencial nos mesmos dias, das 10 às 16 horas.

Além disso, tais estabelecimentos que se enquadram na segunda etapa do Plano São Paulo deverão respeitar o limite máximo de 20% de sua capacidade, de modo que haja distanciamento de no mínimo 1,5 metros entre os clientes.

Eles também ficam obrigados a disponibilizar álcool em gel 70% ao público, na entrada e na saída, bem como exigir o uso de máscara de proteção facial, fazer a higienização dos ambientes, além de controlar o acesso ao interior dos imóveis e organizar as filas na parte externa para evitar aglomerações.

Classificação

A classificação regional acerca do controle da pandemia e da capacidade do sistema de saúde, como a taxa de ocupação dos leitos de UTI, é realizada periodicamente pelo Governo Estadual.

Nessa perspectiva, caso o número de casos, de internações e óbitos evolua exponencialmente, o município e região poderão voltar à fase vermelha, marcada pela restrição total da quarentena.

Proibições

Ainda nessa etapa, fica proibida a abertura de bares e restaurantes para consumo local, salões de beleza e barbearias, academias de esportes em todas as modalidades e outras atividades que gerem aglomeração.
Veja também