Prefeitura de Arujá
Guardas civis firmam termo para ações integradas
12-06-2019
As guardas civis da região passarão a trabalhar de forma oficialmente compartilhada. É o que prevê o Termo de Cooperação assinado pelos prefeitos do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat).

“As cidades têm questões e problemas parecidos, no geral. Essa atuação integrada tende a melhorar a segurança pública e vai permitir que a gente desenvolva ações e estratégias cada vez mais alinhadas às necessidades da região”, afirma o comandante da Guarda de Arujá, José Carlos Silva.

De acordo com o documento firmado pelos chefes dos Executivos regionais, com validade de 24 meses, as formas de cooperação incluem planejamento e execução de iniciativas de prevenção da criminalidade, intercâmbio de formação, qualificação, experiências e informações técnicas, entre outras.

“Trabalhando conjuntamente todo mundo sai ganhando. Os perfis, as estruturas e a forma de atuação das Guardas são diferentes no Alto Tietê e o compartilhamento vai fazer com que o melhor de cada uma seja absorvida pelas demais”, afirma o secretário de Segurança Pública de Arujá, Carlos Roberto Vissechi.

“É uma ideia moderna, prevista no Estatuto das Guardas Municipais e em todas as grandes convenções internacionais de políticas de segurança pública. O século 21 é o século dos municípios”, diz o subcomandante arujaense, Uelton Almeida.

Histórico

O convênio foi idealizado pela Guarda Civil de Arujá em um protocolo de intenções firmado em 2018 pelos representantes dos municípios.

Veja também